Se uma alta autoestima é importante para o nosso bem-estar e qualidade de vida, mantê-la elevada é quase um dever. Afinal, isso interfere diretamente nas tarefas diárias, inclusive na tomada de decisões e controle da própria vida.
Mas o que isso tem a ver com unhas? Tudo! Afinal, é preciso trabalhar essa autoestima diariamente, como um exercício de autoconfiança e de amor-próprio. E o autocuidado estético é um dos exemplos de tarefas que impactam diretamente neste “sentir-se bem”.

Aliás, confessa: não é o máximo voltar da manicure ou mesmo olhar pras tuas unhas recém feitas? Aposto que até ficar em casa, num programa mais reservado, tem outro valor com uma unha bonita. E acredite, essa sensação é muito benéfica para qualquer pessoa.
Mas hoje o foco é o formato ideal de unhas para você. Então, confere as informações que separamos e saiba como encontrar o melhor formato!

O tipo de dedo interfere na escolha pelo formato da unha adequada?
De acordo com algumas manicures profissionais, sim! Os dedos curtos e mais grossos combinam melhor com unhas curtas ou médias. E neste caso, o ideal é que o formato seja arredondado ou oval. No entanto, dedos pequenos com o leito fino ficam bem com o comprimento médio em formato ovalado.

Já quem tem dedos longos e largos pode apostar em unhas médias ou compridas. Aqui vale tanto o formato quadrado ou aquele com as pontas levemente arredondadas. Inclusive, dedos grandes de leito estreito ficam melhor com unhas médias ou compridas e pontiagudas.
Mas, para além do tipo do seu dedo, que obviamente impacta na questão estético-visual que você tem, é importante escolher o formato de unha que mais te agrada e que seja funcional para a sua rotina, sem abrir mão da sua personalidade.

Formato de unhas: veja o formato ideal para você

  • Redonda

O formato redondo para unhas talvez seja o mais tradicional. Mas não se trata apenas de uma preferência. Ele, sem dúvidas, é o modelo mais difícil de quebrar ou lascar, já que não tem cantos. Sendo assim, ele é ótimo para quem tem a extensão da unha curta, pouca unha ou mesmo as laterais largas, comum em dedos normais a curtos, e indicado para eles, afinal, ajuda a alongar.

  • Quadrada com cantos arredondados

Esse modelo é uma mistura de estilo com estratégia que as mulheres criaram para evitar quebrar ou lascar as unhas. E não é para menos. O modelo quadrada com os cantinhos levemente arrendondados é muito bonito e feminino e fica bem em mãos de dedos longos, já que engana e encurta os dedos, fazendo parecer que a mão é menos comprida do que realmente é. Por isso, costuma ser indicado para quem tem a extensão da unha fina e longa. Mas se você preferir usar com a unha mais curtinha, dá um toque de elegância.

  • Quadrada

O formato quadrado para as unhas é bastante popular e quase toda mulher já teve, não é mesmo? Mas apesar de bonito e moderno, sua manutenção é um pouquinho mais trabalhosa, pois como não tem cantos fica mais suscetível a quebra. Assim, é indicado para dedos ou unhas alongadas, porque corta totalmente e ajuda a encurtar os dedos, para as donas de dedos longos.

  • Oval

Dizem por aí que o formato oval para as unhas é bastante benéfico para quem deseja que elas cresçam, pois ele favorece quem tem unhas fracas. Além disso, é mais atual que o redondo e deixa a mão bem feminina, o que pode ser a busca de muitas mulheres. O oval também alonga mais o dedo, já que é mais angular. Sendo assim, é sugerido para quem tem mãos e dedos gordinhos, com unhas de extensão pequena e larga.

  • Stiletto ou Pontiagudas

Se tem um formato bem contemporâneo ele é o stiletto, esse bem pontiagudo. Além de celebridades, o modelo caiu no gosto das pessoas por ser angular e se assemelhar ao formato oval de maneira mais acentuada. Por ser mais pontudo, portanto, é indicado para vários tipos de unha e mão, com exceção daquelas de dedos muito longos, pois ficariam ainda mais alongados. Detalhe: há quem diga que se trata de um modelo ousado e sensual. Ou seja, se você também acredita e quer despertar essa sensação, está aí uma das alternativas.

 

Mas, voltando para o início deste texto, o ideal é se sentir bem. Portanto, experimente, faça testes, permita-se tentar e mudar sempre que necessário. Afinal, você sabe muito bem o que te faz sentir bem e é isso que deve conduzir a sua escolha!